Novidades Logística

Como se comporta a logística no comércio varejista

Como se comporta a logística no comércio varejista

De acordo com pesquisas, é com a logística no comércio varejista que se fazem os maiores investimentos do setor no Brasil.

É por esse motivo que o varejo e as tendências de mercado nesse setor são muito importantes para os profissionais de logística. Para ter uma ideia da dimensão do comércio varejista no Brasil, podemos pegar dados do levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE em 2007. De acordo com o estudo, 41,13% da receita líquida de todas as atividades do país estão no setor varejista, ou seja, quase a metade de toda receita.

Além disso, vale salientar que o comércio varejista se divide em subsetores, dos quais o que mais se destaca é o varejo alimentício. Isso se dá principalmente pelo perfil econômico do cidadão brasileiro, que muitas vezes, por ter uma renda baixa, se vê obrigado a adquirir apenas os itens básicos para sua sobrevivência, ou seja, alimentos. Bares, mercados, padarias, atacados e mercearias são os tipos de estabelecimento onde esse tipo de varejo é mais praticado.

Apresentados os dados introdutórios, vamos abordar agora como de fato a logística se aplica no comércio varejista.

 

Gerenciamento da logística no comércio varejista

De acordo com estudos realizados pelo teórico Arbache, a logística no comercio varejista necessita de respostas rápidas ou até mesmo imediatas, o que levou as organizações a buscarem estruturas flexíveis e com habilidades versáteis para o atual cenário econômico, o da globalização.

Devido a tal necessidade, foi criado aquilo que conhecemos por cadeia de abastecimento ou organização em rede, que podemos definir como uma forma organizada de perceber processos que geram algum tipo de valor ao cliente final de um produto, independentemente do local onde ele é fabricado.

Em uma cadeia de suprimentos é importante que haja agilidade e controle da linha de produção, o que é considerado fundamental para a resolução de problemas. Para isso, é importante que a organização tenha todos seus processos mapeados para que possa haver um controle total da produção. A agilidade é um diferencial importante nos processos logísticos, uma vez que os clientes têm pressa em receber suas encomendas e uma demora pode resultar em sua perca para a concorrência,

No gerenciamento logístico de varejo também é importante a escolha de um software para uso. Atualmente existem diversos no mercado e é importante que a organização opte por apenas um, padronizando o trabalho. Outra atividade a ser trabalhada é  treinamento dos funcionários, que pode ser realizado juntamente ao setor de comunicação, conforme já visto aqui. Ter um padrão na realização dos processos é fundamental, uma vez que a substituição de funcionários se tornará facilitada, evitando que se tenha prejuízo quando um colaborador estiver ausente por qualquer motivo.

Como principal atividade econômica do comércio brasileiro, o varejo depende muito da logística no comércio varejista para seu bom desempenho, uma vez que seus itens, geralmente, são de consumo imediato, como alimentos, por exemplo. É por esse motivo que os procedimentos logísticos devem ser trabalhados com muito cuidado e dedicação para que nada saia errado, desde a fabricação do produto até a venda ao consumidor final.

Logística no comércio varejista

Inscreva-se na nossa Newsletter
Click to add a comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Novidades Logística

Logística na Nuvem é um portal de conteúdo educativo para o mercado de logística e transporte. Tire dúvidas, busque informações, peça uma cotação com empresas parceiras e muito mais!

  • - Gerenciadora de Risco
  • - Software de Logística
  • - Isca Eletrônica para Carga
  • Seguro de carga

Copyright © 2015 Logística na Nuvem