Seguro de transporte cargas

Cotação seguro de carga – Como funcionam as apólices de transporte?

Cotação seguro de carga – Como funcionam as apólices de transporte?

Para solicitar uma cotação seguro de carga clique aqui

O seguro de transporte de carga é um dos serviços que mais ganha destaque no cenário atual brasileiro.  Empresários apostam neste serviço, pois passam a ter tranquilidade garantida quanto a qualquer tipo de imprevisto que a carga possa sofrer. 

Em suma, um seguro de transportes de carga tem a obrigação de cobrir qualquer tipo de prejuízo ou dano que a sua carga pode vir a sofrer, sendo você, empresário, o vendedor ou mesmo o comprador da carga. Prevista por lei, a contratação deste tipo de serviço é tida como obrigatória para as duas partes interessadas no negócio: o transportador e o embarcador. 

O funcionamento de um seguro de transporte é fácil de ser entendido. Contratando o serviço, a transportadora terá que optar por um dos diversos planos disponíveis no mercado. O indicado é que a transportadora adquira o plano que melhor atender às suas necessidades e objetivos no que tange a sua frota ou carga. Partindo disso e dispondo da chamada apólice de seguros de carga, a transportadora ficará assegurada contra qualquer tipo de dano que sua carga possa a vir sofrer, tais como roubos, furtos ou acidentes com a carga ou o próprio veículo de transporte. 

Para solicitar uma cotação seguro de carga clique aqui

Devo contratar uma apólice? Qual é a importância do seguro contra roubo e acidente?

•Sim todo o transportador ou embarcador, de pequeno, médio ou grande porte, deve contratar o seguro de carga. Desta forma, toda a cadeia de produção da empresa não será afetada negativamente com qualquer imprevisto que possa acontecer com a distribuição ou compra da carga. 

O seguro de transporte cobre qualquer tipo de acidente, furto ou roubo, o que gera tranquilidade para que o empresário execute outras tarefas relacionadas à sua administração sem se preocupar com o manejo da carga. 

•A importância deste tipo de serviço é notória. Quem trabalha com transporte sofre, automaticamente, com o risco de acidentes e roubos, o que torna obrigatório a contratação do serviço. O roubo, por si só, é uma ameaça alarmante para este nicho de mercado, enquanto que os acidentes são processos praticamente inerentes a todo este cenário. 

Para fazer uma cotação do seguro de carga clique aqui

Portanto, o recomendado é que a transportadora ou embarcador adquira o quanto antes uma apólice, tendo em mente que toda a operação logística fique segura aos diversos riscos impostos por todos os fatores já citados anteriormente. Sua operação de transporte, seja ela nacional ou internacional, terá todo o resguardo que só um bom serviço de seguro de transporte de carga pode oferecer.  

Demais detalhes

seguro de transporte de cargaa

seguro de transporte de carga

Inúmeras corretoras de seguros especializada em transportes estão presentes neste mercado que cresce a cada dia. Cabe ao transportador ou embarcador realizar uma pesquisa e um estudo de mercado e a partir daí analise as opções que melhor lhe atenderem.

Portanto, compare números, coberturas e demais aspectos associados a uma corretora de seguros de carga para que desta forma você não erre na escolha e passe a contar com algum serviço respeitado neste mercado. 

Mas o ideal é que a transportadora tenha a consciência da importância deste tipo de serviço e só depois vá ao mercado em busca de uma seguradora.

Para solicitar uma cotação seguro de carga 

Quais as responsabilidades da corretora, da seguradora, do segurado e do transportador?

Para se realizar transações com seguro de transporte de carga, é indispensável que as partes envolvidas saibam como funciona esta garantia e quais são os encargos de cada setor. A cobertura do seguro começa a valer a partir do momento em que o bem ou a mercadoria é embarcada no veículo e averbada no sistema online. O seguro permanecerá em vigor até que a carga chegue ao endereço de entrega descrito no contrato. No entanto, o serviço pode ser encerrado antes do fim do transporte caso o item protegido for comercializado ou for transferido para outro proprietário antes de ser deixado no destino final.

Com o objetivo de tornar o processo de transporte de carga com seguros mais claro, cabe aos contratantes e contratados conhecerem suas responsabilidades, bem como seus direitos.

Seguradora:

É responsabilidade da seguradora: efetuar o ressarcimento de prejuízos referentes a riscos que estejam cobertos pelas condições do seguro escolhido; também deve assumir o pagamento do sinistro e a examinar os danos causados no percurso.

Corretora:

A corretora precisa acompanhar todas as etapas do serviço. O corretor tem que dar o apoio técnico, comercial e operacional ao cliente desde o contrato do seguro de transporte. Se houver qualquer avaria, a ela deve prover o suporte exigido no processo, assim como liquidação do eventual sinistro e no pagamento de benefícios à seguradora. É papel da corretora ainda avisar o segurado, com antecedência, sobre o momento de se fazer a renovação da apólice, explicar os termos e limitações do seguro e acompanhar o encaminhamento dos papéis relacionados ao envio da carga.

Transportador:

O transportador tem como obrigação cumprir as finalidades determinadas no documento de transporte, cuidando para que a mercadoria ou bem segurado chegue ao local combinado. Para isso, o trajeto necessita ser feito com o maior zelo possível. 

Segurado:

Ao segurado fica reservada a incumbência de fornecer as informações que permitam a identificação e taxação do item transportado. Entre os dados a serem comunicados estão: a origem da carga, o meio de transporte utilizado, o valor da mercadoria e outras especificações que forem consideradas importantes. Essas notificações são feitas junto à seguradora. Se for identificado algum problema na carga, recomenda-se que o cliente tome imediatamente as medidas cabíveis, conforme a explicação na cláusula de sinistros. Os cuidados devem estar descritos nas condições gerais da apólice do seguro de carga. 

 

Qual é a vigência do seguro de transporte de carga utilizada pelas seguradoras?

seguro de transporte

seguro de transporte

Fazer um seguro é com certeza um bom investimento em diversas situações, seja para seu carro, sua casa, sua vida e, até mesmo, para os produtos que sua empresa produz e precisam ser transportados para alguma outra região. O seguro de transporte de carga é fundamental nos dias atuais, já que garante à sua mercadoria a certeza de que ela chegará ao seu destino e, caso alguma coisa aconteça, seu dinheiro não será perdido. Vamos explicar todos os detalhes e coberturas dos seguros de cargas para que você esclareça todas as suas dúvidas a respeito.

Quando começa a valer a apólice do seguro de transportes?

Ao escolher um seguro de carga, sua vigência começa a valer a partir das 24 horas do dia determinado em contrato, ela se estenderá até as 24 horas do dia final fixado em sua apólice. Sua vigência, ou seja, seu prazo de cobertura, dependerá da modalidade a qual se encaixa seu contrato entre os seguros de transporte, podendo ser:

-Transporte internacional: compreende as importações e exportações;

-Transporte nacional: voltado apenas para o mercado interno;

-Responsabilidade civil: neste caso, os eventuais danos à carga são também responsabilidade do transportador ou quem ele denominou como responsável pelo transporte.

Outro fator que contribui para o prazo de vigência do seguro de transporte de carga é a frequência em que são realizados os embarques para o transporte dos produtos e/ou bens a serem enviados, já que o seguro de carga começa a valer no exato momento em que a carga é recebida e despachada pelo transportador para o local firmado no contrato com a seguradora.

Até o final da viagem e sua entrega no local combinado, toda a mercadoria estará sob vigência do seguro de carga, assim o contratante da apólice de seguro de transporte de carga poderá incluir outros possíveis destinos os quais seus produtos serão entregues, isso poderá acarretar num aumento do valor contratado, dependendo da corretora e seguradora

É importante frisar que as diferentes modalidades dos seguros de transporte interferem em sua vigência, como por exemplo:

-Transporte Marítimo, fluvial ou lacustre:

Após a entrega da mercadoria, o prazo pode se estender por até 60 dias, caso seja uma viagem internacional e partir de seu recebimento no porto de destino, caso seja em território nacional, sua vigência diminui para 30 dias.

-Transporte Aéreo:

Após a entrega no aeroporto de destino final (pode haver escalas no itinerário), o prazo vale por até 30 dias.

-Transporte Rodoviário:

Quando a viagem for internacional, o prazo valerá por até 30 dias após a entrega, quando a viagem for dentro do país, esse prazo se reduz para 10 dias.

Imprevistos na entrega, o que acontece?

Há algumas situações nas quais o seguro de transporte de carga continua valendo. Caso ocorra demora na entrega, algum desvio, descarga forçada, reembarque ou transbordo que não dependa da vontade do segurado, o prazo dos seguros de transporte continuará valendo. Lembrando que qualquer coisa que aconteça no itinerário deve ser imediatamente comunicada à corretora de seguros.

O seguro de transportes tem como seu maior objetivo oferecer proteção a mercadorias e bens conduzidos em viagens terrestres, aquaviárias e aéreas, em percursos nacionais e internacionais, conforme fixado na apólice. Este é um item importante e merece atenção na hora de fechar o contrato.

Vale também esclarecer que este mesmo contrato tem como objetivo garantir indenização até o limite da importância segurada em acordo com condições contratuais estabelecidas entre as partes.

cotação seguro de carga

cotação seguro de carga

Para contratar seguros de transportes de cargas, existem, principalmente, dois tipos de seguros, sendo eles:

O seguro de responsabilidade civil, é aquele contratado pelo transportador, sendo que a contratação desse é tão obrigatória quanto o DPVAT. O intuito é garantir o pagamento dos prejuízos sofridos pelo dono da mercadoria. Esse tipo de seguro oferece coberturas bem restritas pois a modalidade assiste os prejuízos sofridos diante de um acidente, mas não cobre, por exemplo, os casos de roubo ou furto de mercadorias. Nessa situação faz-se necessária uma contratação adicional.

Na segunda modalidade a contratação é realizada pelo vendedor ou comprador da carga. As coberturas devem ser analisadas com muita atenção, pois existem riscos que não são cobertos.

Para os casos de roubo e/ou furto, quase sempre que ocorre um sinistro, são previstas indenizações. O seguro em tela ganhou destaque em decorrência do aumento da criminalidade. Se a criminalidade aumenta a segurança precisa ser dobrada, não é mesmo?

Hoje em dia o seguro passou a ter maior destaque e entrou na pauta de discussões dos empresários. É visível para todos a crise econômica do país, sendo que, há pouco, grandes transtornos aconteciam por meio dos caminhoneiros. A manifestação causou vários prejuízos para os empresários e aborrecimentos para os consumidores.

Embora a presidenta Dilma Roussef tenha sancionado a Lei dos Caminhoneiros, a questão do seguro de transportes de carga é algo que ganhou grande magnitude para os vendedores e compradores que utilizam esse meio de transportes para suas cargas.

O cenário apontado abriu discussões sobre a necessidade de contratação do adicional, tendo em vista que a maioria deles não oferece cobertura em caso de cargas roubadas, danificadas ou destruídas em virtude de greves ou vandalismo.

Um número considerável das apólices não contempla prejuízos por razões de manifestações, greves, tumultos, revoltas populares. Sendo assim, faz-se necessária a contratação de cobertura específica.

No contexto atual, não existe opção diferente de recorrer ao Poder Judiciário e requerer que o Poder Público seja responsabilizado pelos prejuízos.

Nesse caso, ganha valor a prestação de serviços ofertados pelas seguradoras, que devem destacar o diferencial da contratação, prestando a devida consultoria aos seus clientes, esclarecendo as situações de riscos, tendo como objetivo o atendimento à gestão logística da empresa assegurada. 

É preciso estar preparado para todo e qualquer imprevisto. Afinal, não sabemos quando algo pode acontecer com os transportes de sua empresa, não é mesmo?

Para solicitar uma cotação seguro de carga, clique na imagem abaixo.

Seguro de Carga - Fale com um consultor e tire suas dúvidas.
View Comments (2)

2 Comments

  1. Pingback: Como contratar seguro de carga?

  2. Pingback: Corretora de seguro de carga

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Seguro de transporte cargas

Paulista, conectado 24h na internet, curioso pelos números, extremamente ligado ao mundo da Tecnologia e Logística. Contato: mauricio@roadapps.net

Logística na Nuvem é um portal de conteúdo educativo para o mercado de logística e transporte. Tire dúvidas, busque informações, peça uma cotação com empresas parceiras e muito mais!

  • - Gerenciadora de Risco
  • - Software de Logística
  • - Isca Eletrônica para Carga
  • Seguro de carga

Copyright © 2015 Logística na Nuvem