Gerenciamento de risco

Começa em novembro obrigatoriedade da instalação de chips em caminhões

Começa em novembro obrigatoriedade da instalação de chips em caminhões

Instalação de chips em caminhõesA ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) iniciará a partir de novembro visando o combate à ação das quadrilhas de roubo de carga.

A medida tomada juntamente com mudanças na legislação e ações através de Programas de Gerenciamento de riscos por parte das próprias transportadoras auxiliará no monitoramento, controle e fiscalização de direitos de caminhoneiros que trabalham de forma autônoma. O pagamento do vale-pedágio é um exemplo de um desses direitos, define a Confederação Nacional dos Transportadores Autônimos (CNTA).

O chip funcionará da seguinte forma:

Uma vez fixado no para-brisas (em vez do adesivo na carroceria) do caminhão, conterá informações que serão identificadas e comparadas com as contidas em um determinado banco de dados quando o veículo passar por algum ponto definido pela ANTT. A fiscalização se dará automaticamente, a partir deste momento, com o caminhão mesmo em movimento, evitando que pare, atrase a viagem ou corra algum risco de ser abordado. Semelhante ao método de radar, mas com uma proposta diferente, há a previsão de instalação de 53 pontos num período de 5 anos, de modo a cobrir uma área de 75% das estradas brasileiras. O custo para tanto chegará a cerca de 8 milhões, valor baixo comparado ao prejuízo que os roubos de carga tem causado, que chegam a bilhões.

instalação de chips em caminhões

instalação de chips em caminhões

Diumar Bueno, presidente da CNTA afirma que o sistema funcionará aliado a outros sistemas, uma vez que medidas isoladas não têm sido suficiente para conter a ação das quadrilhas e garantir a segurança nas estradas. Os prejuízos tem sido bilionários. Os sistemas aliados atuarão de modo a diminuir satisfatoriamente as ocorrências. Bueno diz que a luta pela formalização do setor de transportes (profissionais autônomos) já vem acontecendo há algum tempo. As mudanças também vêm ocorrendo para quebrar o estigma de que o caminhoneiro autônomo anda fora da lei, ideia errônea, que até mesmo o próprio caminhoneiro deve abandonar.

Bueno ainda afirma que a partir do uso deste tipo de tecnologia, aliada a outros sistemas, os direitos do caminhoneiro autônomo têm mais chances de ser respeitados e cumpridos. A penalização de métodos de fiscalização sempre acabava recaindo sobre o caminhoneiro, que não sabia ou não achava viável se defender. A Confederação Nacional dos Transportadores Anônimos vem buscando a formalização para não haver dúvida na hora de garantir direitos e segurança do caminhoneiro autônomo. A entidade já moveu uma ação para que a ANTT se mobilizasse para garantir a fiscalização do vale-pedágio no pagamento eletrônico de frete – PEF e no código identificador de operação de transporte – CIOT, com um prazo máximo de 60 dias para tomar as medidas desejadas. Além disso, um grupo foi criado para regulamentar o Sistema Nacional de Prevenção, Fiscalização e Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas no prazo máximo de 60 dias. A polícia acompanhará o processo para facilitar o monitoramento dos veículos em trânsito. As polícias Civil, Militar e Rodoviária trabalharão juntas em prol da mesma causa, utilizando-se de Centros Integrados de Comando e Controle de forma a otimizar o monitoramento e rastreamento dos veículos.

O recadastramento terá a validade de um ano e meio. A ANTT havia realizado um em 2009 com duração prevista até 2014, mas a nova resolução exigirá um período menor, pois a validade dos registros obrigatórios vem sendo adiada desde o último recadastramento.

Para saber mais sobre como evitar roubos fale com um consultor especializado em gerenciamento de risco clicando a imagem abaixo:

Cotação Gerenciamento de Risco
Click to add a comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Gerenciamento de risco

Paulista, conectado 24h na internet, curioso pelos números, extremamente ligado ao mundo da Tecnologia e Logística. Contato: mauricio@roadapps.net

Logística na Nuvem é um portal de conteúdo educativo para o mercado de logística e transporte. Tire dúvidas, busque informações, peça uma cotação com empresas parceiras e muito mais!

  • - Gerenciadora de Risco
  • - Software de Logística
  • - Isca Eletrônica para Carga
  • Seguro de carga

Copyright © 2015 Logística na Nuvem