Gerenciamento de risco

Jammer, para que serve e qual a sua função no roubo de cargas?

Jammer, para que serve e qual a sua função no roubo de cargas?

Você sabe o que é um Jammer e como ele é usado no roubo de cargas?

O ambiente das estradas brasileiras é um universo particular. Quem faz uso deste universo para o trabalho tem feito uso frequente de novas tecnologias que têm sido criadas para auxiliar na localização há mais de três décadas. Um exemplo é o GPS, aparelho que funciona via satélite e indica em tempo real a localização na qual se encontra. O GPS auxilia no rastreamento de veículos por empresas, além de prover ao próprio motorista segurança para se direcionar. Empresas empregam o dispositivo nos veículos com cargas, com o intuito de rastreá-lo. 

Mas do mesmo modo que se desenvolveu o GPS, também foi desenvolvido o “Jammer”, dispositivo que bloqueia o sinal tanto do GPS quanto de celulares. O Jammer tem uso regulado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e, portanto, restrito no Brasil, ao menos do ponto de vista legal. Já seu comércio é amplamente livre. Não é difícil encontrar esses aparelhos à venda pela internet, por exemplo, com valores que variam de 100 a 2000 reais, aproximadamente com custos de envio e pagamento facilitados pelos vendedores. 

jammer

jammer

O uso do Jammer é regulado por causa de seu uso indevido em assaltos e ataques. São bloqueadores de sinal de comunicação e rastreamento, razão pela qual facilitam os roubos e a perda do sinal do rastreamento de veículos pelas empresas pelas quais trabalham, além de inviabilizar a comunicação via celular no momento do crime. Os sequestros nas estradas têm sido, desde o início da década, frequentemente realizados com a ajuda de Jammers. Os números, providos pela NTC & Logística, chegam a mais de 15 mil só no ano de 2013. O resultado desse alto índice de criminalidade e roubo de cargas é um prejuízo que pode ser bilionário. Casos de roubos com jammers já foram registrados até mesmo na Marginal Pinheiros, com o veículo sendo encontrado algumas horas depois, segundo o presidente da NTC, José Hélio Fernandes.

O dispositivo costuma ser pequeno e discreto. Tem sido divulgado até mesmo um modelo disfarçado de cigarros, dificilmente identificável, do qual quadrilhas podem fazer uso com mais tranquilidade. Afirma-se que é um modelo recomendado e desenvolvido para detetives, que tem sido aproveitado pelos criminosos. A Anatel permite apenas que 10 tipos de jammers circulem no país. O jammer foi desenvolvido visando bloquear o sinal de celulares no sistema carcerário e no Brasil seu uso se restringe, legalmente falando, apenas ao sistema carcerário. O aparelho disfarçado de cigarros possui um alcance que pode chegar a um raio de dez metros e tem valor comercial de 225 reais.

A Polícia Federal vem, há seis anos, buscando combater os crimes com roubo de carga dando atenção especial a bloqueadores e já contabiliza 19 operações e 430 pessoas já presas. O delegado Luís Flávio Zapronha, que é responsável por esse setor afirma que entre os detidos há também especialistas em telecomunicações, o que justifica o sucesso das quadrilhas em usar este tipo de dispositivo, cuja livre comercialização tem burlado as regras e prejudicado empresas, caminhoneiros e consumidores, além de eliminar a segurança que proporciona um dispositivo como o GPS.

Existe um rastreador que é imune ao Jammer, a Salva Cargas lançou a isca eletrônica que é um localizador RF que utiliza a radio frequência para comunicar com a central de monitoramento e evita o roubo e faz a localização e recuperação de cargas roubadas. Quer saber mais sobre esse rastreador? Fale com um consultor clicando na imagem abaixo.

Isca Eletrônica para Carga - Fale com um consultor e tire suas dúvidas.
Click to add a comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Gerenciamento de risco

Paulista, conectado 24h na internet, curioso pelos números, extremamente ligado ao mundo da Tecnologia e Logística. Contato: mauricio@roadapps.net

Logística na Nuvem é um portal de conteúdo educativo para o mercado de logística e transporte. Tire dúvidas, busque informações, peça uma cotação com empresas parceiras e muito mais!

  • - Gerenciadora de Risco
  • - Software de Logística
  • - Isca Eletrônica para Carga
  • Seguro de carga

Copyright © 2015 Logística na Nuvem